Peça infanto-juvenil A Ver Estrelas será apresentada na Sala Fundec em Sorocaba

O espetáculo “A Ver Estrelas”, com texto de João Falcão, será encenado pelos alunos do Núcleo de Artes Cênicas da Fundec, no dia 3 de novembro, às 20h, e dia 4 de novembro, às 18h, na Sala Fundec.

Trata-se de um texto infanto-juvenil que propõe uma viagem pelo mundo dos sonhos e fantasias da mente de um garoto solitário. Nesse mundo de faz-de-conta em que, de repente, o personagem principal se vê mergulhado, vão surgindo outros personagens inusitados.

Entre eles, estão quatro divertidos e atrapalhados marinheiros, bruxas, bonecas falantes, príncipes que viram sapos, entre outras figuras que vivem e habitam o mundo da imaginação do garoto.

Os marinheiros se dizem chamar Jonas, nome da figura principal da peça, pois todos são frutos da imaginação do próprio garoto. E, numa noite mágica, esses seres todos aparecem envolvendo o garoto num redemoinho de surpresas e confusões.

Criado em 1999, o NAC é formado por alunos de todas as idades do curso de artes cênicas da Fundec, sob coordenação do professor Mario Pérsico.

Sobre a peça

“A Ver Estrelas” relata a história de Jonas, um garoto quieto e pacato que vive na tranqüila Vila da Solidão. Num determinado momento em que está só em seu quarto, ele se perde em seus pensamentos observando as estrelas.

Em um misto de sonho e realidade, Jonas se vê cercado pelos seres encantados que moram em sua imaginação. Sem perceber, vai parar num lugar onde tudo pode acontecer, o País do Navegar. Essa trajetória mostra a Jonas a oportunidade de sair de sua monotonia – o Reino A Ver Estrelas – e se permitir descobrir como aproveitar melhor os seus dias, experimentando os conflitos que são estranhos ao seu universo.

Sobre o Autor

João Falcão viveu até os 13 anos numa usina de cana no sertão pernambucano. Hoje, faz questão de apontar as influências do passado sertanejo em sua obra, sobretudo no humor, e em seu estilo de vida.
Depois de iniciar a carreira no Recife, onde escreveu e dirigiu, entre outras, as peças “Xilique Peba Periquito Xique” (1982) e “Um Pequenino Grão de Areia” (1983), foi para o Rio de Janeiro na década de 90 e estreou com o musical infantil “A Ver Estrelas”.

Como autor, João Falcão cria diálogos vivos, construindo um jogo lúdico de palavras e idéias a partir de situações simples. Como diretor, valoriza a expressão teatral do ator em marcações ágeis, sem assumir um ponto de vista sobre a história.





No ano seguinte, João Falcão adaptou e dirigiu, em parceria com Guel Arraes, “O Burguês Fidalgo”, de Molière – rebatizado para “O Burguês Ridículo” e protagonizado por Marco Nanini.

Em 2000, estreou a peça “A Máquina”, história de Adriana Falcão que, depois, adaptou para o teatro. Em 2001, encenou “Cambaio”, escrito em parceria com Adriana Falcão, espetáculo com músicas de Chico Buarque e direção musical de Lenine.

Em 2002, dirigiu outro texto de sua autoria, “Mamãe Não Pode Saber”, que contou com Drica Moraes no elenco. Em todos esses espetáculos, o diretor valoriza a teatralidade em uma linguagem baseada no ritmo, na agilidade física e no jogo coletivo dos atores.

Para a televisão, João Falcão escreveu roteiros para “O Auto da Compadecida” (1999); “Comédia da Vida Privada” e “Sexo Frágil” (2003), além de dirigir a série “Clandestinos – O Sonho Começou” (2010).

No cinema, João Falcão também é autor dos roteiros dos filmes “Fica Comigo Esta Noite” (2006), que também dirigiu, “O Coronel e o Lobisomem” (2005) e “Quer Tapioca com Manteiga, Freguesa?” (1985).

Serviço

Espetáculo Teatral “A Ver Estrelas”

Dia: 03 de novembro, às 20h, e dia 04 de novembro, às 18h

Ingressos: R$ 2,00

Local: Sala Fundec (Rua Brigadeiro Tobias, nº 73, Centro)

Telefone: (15) 3233-2220

Site: fundecsorocaba.com.br

Fonte: Sorocaba Fácil

Peça infanto-juvenil A Ver Estrelas será apresentada na Sala Fundec em Sorocaba
4.8 (95.77%) 52 voto[s]




Deixe seu comentário